Ser Essência - Desenvolvimento humano e terapias integradas

Blog do autoconhecimento, consciência, saúde mental e emocional

9 passos para o perdão – por Dr. Fred Luskin

1) Saiba exatamente como você se sente sobre o que ocorreu e seja capaz de expressar o que há de errado na situação. Então, relate a sua experiência a umas duas pessoas de confiança ou ao seu psicoterapeuta.

2) Comprometa-se consigo mesmo a fazer o que for preciso para se sentir melhor. O ato de perdoar é para você e ninguém mais. Ninguém mais precisa saber da sua decisão.

3) Entenda seu objetivo. Perdoar não significa necessariamente reconciliar-se com a pessoa que o perturbou, nem se tornar cúmplice dela. O que você procura é paz.

4) Tenha uma perspectiva correta dos acontecimentos. Reconheça que o seu aborrecimento vem dos sentimentos negativos e desconforto físico que você sofre agora, e não daquilo que o ofendeu ou agrediu há dois minutos ou há dez anos atrás.

5) No momento em que você se sentir aflito, pratique técnicas de controle de estresse para atenuar os mecanismos de seu corpo.

6) Desista da espera de outras pessoas ou de sua vida, coisa que elas não escolheram dar à você. Reconheça as “regras não cobráveis” que você tem para a sua saúde ou para o seu comportamento e dos outros. Lembre a si mesmo que você pode esperar saúde, amizade e prosperidade e se esforçar para consegui-los. Porém, você sofrerá se exigir que essas coisas aconteçam quando você não tem o poder de fazê-las acontecer.

7) Coloque sua energia em tentar alcançar seus objetivos positivos por meio que não seja através da experiência que o feriu. Em vez de reprisar mentalmente sua mágoa, procure outros caminhos para seus fins.

8) Lembre-se de que uma vida bem vivida é sua melhor vingança. Em vez de se concentrar nas suas mágoas – o que daria poder sobre você à a pessoa que o magoou – aprenda a buscar o amor, a beleza e a bondade ao seu redor.

9) Modifique a sua história de ressentimento de forma que ela o lembre da escolha que é perdoar. Passe de vítima a herói na história que você contar.

Fonte: O poder do perdão Dr. Fred Luskin

(extraído da revista sexto sentido 50, páginas 20-24)